Você sabe o que é o Big Data?

photo-5Imagine o quanto de dados produzimos diariamente (posts, fotos, twittes, emails, uso do cartão de crédito, ligações, …). É uma quantidade realmente “Big”.

Essa grande massa de informação gerada pelas mais diversas fontes pode ser tornar um insumo extremamente valioso no campo da análise do comportamento do cliente (atual e potencial).

E em que lugar o Big Data se encaixa nisso tudo? A princípio, pode-se dizer que o Big Data analisa essa grande quantidade de dados e procura gerar resultados importantes que, em volumes menores, dificilmente seriam obtidos.

A análise de dados multivariados não é algo recente como poderia se supor, mas muitas áreas já a utiliza a tempos, porém o número de dados gerados cresceu exponencialmente na última década (em tempos de computação em nuvem o espaço de armazenamento já não é um problema).

Quem atua no ramo de publicidade já deve ter ouvido sobre aquela pesquisa da rede americana Wallmart que descobriu que a venda de fraldas descartáveis estava associada a venda de cervejas. E como ela chegou a essa conclusão? Em geral, os compradores eram homens que saíam à noite para comprar fraldas e aproveitavam para comprar suas cervejas já que não mais dispunham mais de tempo para sair com os amigos. Os dois produtos passaram a ficar dispostos próximos e como resultado a venda de fraldas e cervejas disparou. Em outro exemplo, o banco Itaú enviava mais de 1 milhão de malas diretas para seus correntistas. No máximo 2% deles respondiam às promoções. Analisando a movimentação financeira de seus milhões de clientes nos últimos 18 meses, o banco decidiu que as cartas seriam enviadas apenas a quem tem maior chance de responder com base em suas movimentaçóes. A taxa de retorno subiu para 30%.

Exemplos não faltam (assista ao vídeo a seguir sobre o computador IBM Watson que utiliza o bigdata), mas fato é que a análise dos dados tem todo do potencial para aumentar a produtividade das ações em diversos campos e ferramentas é que não faltam como veremos em nossos próximos artigos.

Você também pode gostar...

1 Comentário

  1. 17 de março de 2015

    […] VW pode ser utilizado para resolver problemas de Big Data rapidamente através de cases reais, para isso ele pode fazer uso de métodos de classificação de […]