Google Analytics – Como funciona?

Hoje começaremos a demonstrar algumas ferramentas de análise e iniciaremos está série de artigos com o mais conhecido deles, o Google Analytics. (Assunto esse já abordado em um de nossos meetups. Quer participar? Clique aqui.)

A base de análise do Google Analytics é imensa e é praticamente impossível que você tenha navegado e nunca tenha sido monitorado por ele.

Vamos entender como o Google Analytics trabalha:

Há basicamente quatro fases: Coleta, Configuração, Processamento e Relatórios.

ga1

Coleta

O GA coleta os dados de interação do usuário de: sites, apps ou qualquer ambiente digitalmente conectado. Por meio de um código javascript os dados são capturados e enviados a cada interação (hit) do usuário. É possível personalizar a coleta desses dados com um código adicional e assim identificar as ações do usuário e classificá-las no processo para posterior análise.

De forma específica pode-se criar filtros para aprimorar essa coleta coletando apenas dados que serão válidos para sua análise, sobre isso falaremos em artigos ulteriores.

O acompanhamento de aplicativos para celular usa métodos diferentes. Esses métodos são específicos do sistema operacional e do dispositivo utilizado. Ele não captura os dados a cada exibição de página, mas sim, a cada atividade.

Configuração

É a personalização dos parâmetros que devem ser usados no processamento. Essa etapa permite que você adapte um plano de medição analítica para seu negócio identificando as estratégias e as táticas para melhorar o desempenho de suas análises.

Processamento

Usa os dados coletados aplicando a eles as configurações que foram determinadas no processo anterior. Dessa forma, será possível utilizar os dados coletados. Mas atenção, os dados podem utilizar filtros que se forem mal feitos podem comprometer a próxima fase: o Relatório.

Relatórios

Após terminar o processamento, você poderá analisar os dados na interface de relatórios do GA.

Ela possui ferramentas de relatórios e visualizações de dados muito intuitivas que podem gerar um grande leque de formas de relatórios para a análise de comportamento de sua audiência/usuários.

O vídeo a seguir faz um resumo do que explicamos. Em nosso próximo artigo abordaremos os principais relatórios do GA. Até lá!

Comments

comments

Você também pode gostar...

1 Comentário

  1. 9 de março de 2015

    […] a sequência de artigos sobre os principais relatórios do Google Analytics (veja a primeira e a segunda parte) veremos […]